©

We're like diamonds in the sky.
Shine bright like a diamond.

  • ~click for links~
  • <

    "Eu lembro de tudo que você me diz. Lembro aquele dia em que a gente estava vagando pelo seu facebook, e uma jovem garota te adicionou, fomos olhar as fotos dela, e tinha algumas fotos com um bebê. Você indagou se ela era a mãe do bebê e eu, em um comentário infeliz disse “Acho que não, ela não tem cara de burra” e você logo me rebateu, como a pessoa cheia de personalidade que eu enxergo “Por que burra? Minha mãe me teve com 18 anos” e despertou um nó na minha garganta, pra combinar com os nós dos meu dedos, de nervoso, só por estar perto de você. Escrevo pra me retratar, mesmo que pra você não deva ter significado muito, escrevo porque não tenho coragem de falar, não só sobre isso. Hoje em dia, pra mulheres de qualquer idade, é arriscado colocar um filho no mundo, arriscado pra todos. Mas a sua mãe não é o caso, por mais arriscado que seja, e se algum dia ela titubeou, você a recompensa e dá certeza de que fez a escolha certa todos os dias, quando sorri. Apenas sorrindo, seu sorriso diz mesmo muitas coisas, significa muitas coisas, acostume-se. Seu sorriso é a coisa mais linda desse mundo, ela merece um prêmio por ter projetado isso, e você merece um prêmio por desempenhar muito bem essa função de “o mais belo sorriso”, principalmente quando passa por mim. E eu gostaria de ser a razão desse sorriso, o seu prêmio, tudo e qualquer coisa pra você, eu quero tanto ser sua…"

    8 January, 2013

    "Você já ouviu The Kooks?" "Não.." Eu preciso te dizer, eu ouvi The Kooks, e gostei. Mas sabe do que eu gosto mesmo? De você. Então para com isso, deixa de “young folks”. Eu escolhi você, e deixo você escolher qualquer música deles pra ser nossa trilha sonora, pode ser qualquer uma história de amor trilhada em notas musicais. Até com finais trágicos. Mas que seja amor. Eu sei o que dizem, sobre amizade ser uma forma de amor, eu até cogitei, mas eu não consigo! Eu quero mais de você, como eu achei que me contentaria com um beijo seu, e quis mais. Como eu achei que me contentaria com beijos, e agora eu seu coração. (bl4ck-diamond)

    9 December, 2012

    Ele fez algo errado, muito errado, totalmente desnecessário. Era isso que eu sabia dizer sobre uma atitude dele, quando me dei conta de que tudo que ele fazia era errado, e desnecessário. Necessário mesmo, era a presença dele. E foi o que eu fiz, em um dos meus surtos de coragem, eu procurei ele, já que ele incapaz disso. Pelo menos ele cedeu aos meus caprichos de “eu quero te ver agora, em plena as 23 horas, de uma sexta-feira, eu não me importo se você está ocupado”. O caminho todo meu estômago revirava, mas a sensação era de que o meu corpo todo girava, pra todas as direções, menos pro caminho da sua casa, cada passa era tão curto, e o trajeto ficava cada vez mais longo. Como se não fosse torturante o bastante, quando eu cheguei ele não estava em casa, tinha saído pra comprar bebidas. Fazia alguns dias que eu não o via, não por razões minhas, eu já tinha pedido pra ver ele, e ele não estava na hora e no lugar certo quando eu pedi. Não seria diferente agora. Quando ele finalmente chegou, ele estava mais desumanamente bonito, mais do que de que comum. Isso é possível não é? Pessoas envelhecem todos os dias, já ele, fica um pouco mais perfeito pra mim todos dias. Como se eu já não estivesse apaixonada o suficiente. Então ele desmancha o sorriso seguido de covinhas, e me pergunta sério, sobre o que eu queria falar com ele. Eu tenho essa mania de achar que eu estou sendo clara, quando não estou, e ainda estou me acostumando com ele queimar neurônios diariamente, eu achei mesmo mesmo que estava nítido que eu só queria ver ele. Mas já que ele não percebeu isso, talvez não percebesse também que eu inventei uma desculpa na hora pra estar ali. Funcionou. Ele me pediu pra ficar. Ele não falou nada sobre quanto tempo eu deveria ficar, eu queria ficar pra sempre. Mas não podia, fiquei por algum tempo, mas foi tempo suficiente pra ser feliz. Ele encontrava felicidade nos entorpecentes, eu encontrava felicidade nele. A droga adormecia sua boca. E o toque dele adormecia qualquer parte do meu corpo. Ele reclamava que não sentia sua boca, e eu suplicava pra sentir a a boca dele na minha. Ele me mostrava como o pó disparava o coração dele, e eu queria mostrar como ele colocou a minha mão sobre o coração dele, disparava o meu. Na mesma velocidade das batidas dos corações, eu ia tirando conclusões no meu pensamento, enquanto automaticamente fazia cafuné nele. A primeira eu já citei aqui, eu estava apaixonada, e escrevo de novo, com total convicção, aceitando isso, sem relutar como fazia antes, mas como quem aceita uma doença, a segunda é eu queria o bem dele e perto de mim, e a terceira se contrapunha com a segunda: eu não mudaria nada nele! ”(…) Tu reclama que eu fumo demais, mas no fim das contas gosta da energia que a planta me traz…” Tentei conciliar as minhas duas conclusões, já que deixar de gostar de dele não era opção. E ele é pequeno como eu, não deve ser tão difícil de cuidar dele, qualquer perigo por qual ele enfrente, podia ser menor comigo do lado né? Dizem que fazemos loucuras por quem gostamos, eu não tenho nada a perder, eu só tenho ele por momentos e o seu casaco (curiosamente perfumado com cheiro de cigarro, que pode ser ruim pra muitas, mas o dele  tem um cheiro bom de fundo). Sem problemas ele gostar de coisas erradas, agora ele tem eu pra gostar dele… (bl4ck-diamond)

    2 December, 2012

    "Vou caçar mais de um milhão de vagalumes por aí, e pra te ver sorrir eu posso colorir o céu de outra cor. Eu só quero amar você, e quando amanhecer eu quero acordar… Do seu lado.”

    Vou escrever mais de um milhão de canções pra você ouvir, que meu amor é teu, teu sorriso me faz sorrir, eu vou de Marte até a Lua, cê sabe já tô na tua, não cabe tanta saudade, essa verdade nua e crua, eu sei o que eu faço, nosso caminho traço, um casal fora da lei ocupando o mesmo espaço, se to contigo não ligo se o sol não aparecer, é que não faz sentido caminhar sem dar a mão pra você, teu sonho impossível vai se tornar realidade, sei que o mundo tá terrível mas não vai ser a maldade que vai me tirar de você, eu faço você ver, pra tu sorrir eu faço o mundo inteiro saber que eu vou caçar mais de um milhão de vagalumes por aí, e pra te ver sorrir eu posso colorir o céu de outra cor, eu só quero amar você, e quando amanhecer eu quero acordar do seu lado. Encantei no seu sorriso descubro o paraíso, é só eu ver sua boca que eu perco o juízo por inteiro, sentimento verdadeiro eu e você ao som de Janelle Monae, vem deixa acontecer. Me abraça que o tempo não passa quando cê tá perto, dá a mão e vem comigo que eu vejo como eu tô certo, eu digo que te amo cê pede algo impossível, levanta da sua cama hoje o céu está incrível! Faço dos teus braços um lugar mais seguro, procurei fase em outro abraço não achei eu juro, saio do compasso, passo apuros que vier, abro a janela pra que você possa ver… vou caçar mais de um milhão de vagalumes por aí, e pra te ver sorrir eu posso colorir o céu de outra cor, eu só quero amar você, e quando amanhecer eu quero acordar.. Do seu lado.

    — Pollo, ft. Ivo Mozart, Vagalumes (via bl4ck-diamond)

    2 August, 2012

    "

    Eu, filho do carbono e do amoníaco,
    Monstro de escuridão e rutilância,
    Sofro, desde a epigênesis da infância,
    A influência má dos signos do zodíaco.

    Profundíssimamente hipocondríaco,
    Este ambiente me causa repugnância…
    Sobe-me à boca uma ânsia análoga à ânsia
    Que se escapa da boca de um cardíaco.

    Já o verme — este operário das ruínas —
    Que o sangue podre das carnificinas
    Come, e à vida em geral declara guerra,

    Anda a espreitar meus olhos para roê-los,
    E há-de deixar-me apenas os cabelos,
    Na frialdade inorgânica da terra!

    "
    Augusto dos Anjos (via bl4ck-diamond)

    9 July, 2012

    Sou do tipo que pessoa, que não se contenta com um "se precisar é só chamar" e "se precisar eu estou aqui", porque se eu precisar, eu quero mesmo é que percebam, e ajam sem que eu precise pronunciar nem mesmo uma palavra.

    (bl4ck diamond)

    2 July, 2012

    "Achei que a parte mais difícil, fosse não ter alguém para dividir as pequenas coisas."
    Pretty Little Liars via (via bl4ck-diamond)

    30 June, 2012

    "Algumas coisas você descobre mais rápido que as outras. E tem aquelas que não descobre, e liga para alguém descobrir para você."
    Pretty Little Liars via (via bl4ck-diamond)

    30 June, 2012

    Show do Projota em Joinville, SC - Foot Bar. 14/04/2012.